terça-feira, 16 de maio de 2017

#2 Planeamento das Refeições da Semana


Mais uma semana que começou, e mais um frigorífico com preparado e devidamente acondicionado para que os jantares semanais decorram sem demais preocupações.
Depois da ementa semanal definida e das compras feitas, ontem - segunda feira - de manhã, foi altura de pré-preparar tudo!

Ementa Semanal:

2ª feira: Caril Rápido na Frigideira de Filetes e Ervilhas + Arroz Basmati + Salada (jantar)
3ª feira: “Empadão” Gratinado de Carne Picada e Couve flor + salada (jantar)
4ª Feira: Peito de Frango Marroquino Grelhado + Salada de Couve, cenoura e Maçã  + batata doce assada (almoço)
Polvo À Lagareiro (com batata)  + salada (jantar)
5ª feira: Espetadas de Porco com Tomate cereja, Pimentos Padron e Cebola + espargos salteados + arroz (jantar)
6ª feira: Misto de Porco Preto no Churrasco + Pimentos de padon salteados + salada variada + batatas temperadas no forno + ananás grelhado


(Se, tal como eu, tem as coisas congeladas, deixe a descongelar de véspera no frigorífico).
Comecei por colocar o polvo a cozer. Enquanto o polvo cozia, descasquei e preparei os legumes para a sopa e não só: descasquei a batata doce e cortei-a em pedaços assim como a cenoura. Cortei a courgete com casca em pedaços, e preparei a couve flor em raminhos. (A abóbora tenho congelada em cubos e foi só tirar uns quantos). Cortei também a couve coração em juliana fina e lavei bem, e preparei os espargos para cozer a vapor.

No copo da Bimby coloquei os ingredientes para a base da sopa: cenoura + batata doce + couve flor + courgete + abóbora. Na parte de cima da mesma - o cesto de cozinhar a vapor (Varoma) -coloquei metade da couve em juliana para a sopa, e no outro tabuleiro os espargos. Liguei a Bimby.
Entretanto coloquei a outra metade da couve em juliana já lavada e bem seca numa caixa de vidro hermética, e juntei 1 cenoura ralada (acompanhamento de 4º feira ao almoço - depois só é necessário juntar a maçã ralada e temperar antes de ir para a mesa). Cortei o peito de frango em tiras grandes e temperei com sal, sumo de limão e 1 colher de sopa de tempero marroquino (Ras al Hanout). Guardei numa caixa hermética de vidro no frigorífico assim como a salda de couve. (Quarta feira bastará grelhar o frango e assar um pouco de batata doce, e acabar a salada)

Temperei depois a carne de porco em cubos com vinho branco, sal, pimenta, louro, massa de pimentão e alho picado (jantar de quinta feira). Coloquei também numa caixa de vidro hermética e guardei no frigorífico. (Na quinta feira só será necessário “montar” as espetadas e grelhar)
Preparei também a alface - lavei, arranjei e sequei bem - e guardei-a depois pronta a comer num recipiente próprio, da Borner, ao qual se retira o excesso de ar, e que permite que a salada fique em perfeitas condições até a final da semana. É só retirar para a saladeira, temperar e comer.
Entretanto a sopa ficou pronta. Foi só retirar os espargos (acompanhamento de 5º feira) para uma caixa de vidro hermética e regar com um pouco de azeite, temperar de sal e guardar no frigorífico.
Triturei a sopa e misturei a couve também já cozinhada. Coloquei-a também numa caixa de vidro e é só guardar no frigorífico.

A outra metade da couve flor, que não tinha ido para a sopa, cozi a vapor  - agora no microondas com a Micro gourmet (porque não valia a pena ligar novamente a Bimby só para cozer a vapor) e cozi-a a vapor para fazer o empadão. (Jantar de 3º feira).
Enquanto a couve flor coze a vapor no microondas (super rápido e pratico), preparo as batatas em quartos para assar com o polvo À lagareiro e guardo-as num recipiente com água no frigorífico. Preparo também, num tabuleiro pirex a mistura para depois de cozer colocar o polvo: alhos laminados, louro, cebola em meias luas e generoso azeite.

Tempero depois o filetes de pescada (jantar de segunda feira) com sal e pó de caril e pico uma cebola. Levo uma frigideira ao lume com azeite e a cebola e deixe refogar um pouco. Junto depois os filetes temperados, um pouco de leite de coco, ervilhas e tapo deixando cozinhar em lume brando.
Entretanto a couve flor está cozida. Retiro e trituro até estar em puré e tempero com um pouco de sal, pimenta e noz moscada. À couve flor em puré misturo a carne bolonhesa que já tinha sido feita há algum tempo e estava congelada em caixinhas pronta a usar. Misturo bem e acrescento também um pouco de queijo ralado. Coloquei depois num prato de forno, cobri com um pouco mais de queijo ralado e cobri com película aderente antes de guardar no frigorífico. (Jantar de terça feira)

Entretanto o polvo já estava cozido, retirei da água de cozedura, separei os tentáculos e coloquei no tabuleiro com o azeite, alho, cebola e louro. Envolvi bem e juntei umas pedrinhas de sal. Tapei e guardei também no frigorífico. (Na quarta feira ao jantar é só colocar no forno para assar e pré cozer as batatas antes de as juntar ao polvo).
Lavei uns tomates cereja que guardei numa caixinha para estarem prontos a comer pelos mais pequenos que adoram!

Assim que os filetes estão prontos guardo-os também num recipiente no frigorífico. (Jantar de segunda feira)
Fiz também um tacho de arroz (jantar de segunda feira) que guardo numa caixa hermética até porque provavelmente dá para acompanhamento de outra refeição durante a semana, e ainda fiz um bolo que cozeu enquanto acabava de arrumar a cozinha e lavar a louça.
Na quinta feira à noite deixo a descongelar a carne para o jantar de sexta feira.
Cerca de 2 horas de cozinha “a todo o vapor” e tudo encaminhado para refeições nutritivas e completas para toda a semana.

Obviamente que durante a semana vou ter de voltar a fazer sopa - lá para quarta ou quinta feira. E que há fruta aqui em casa a todas as refeições.

Notas: 
Devidamente acondicionado a comida pré-preparada aguenta perfeitamente 3 dias. Não estamos a falar de alimentos com maior risco de se estragarem, como marisco, por exemplo.
A carne temperada aguenta provavelmente até mais tempo, principalmente a carne de porco - e se repararem é o que vai mesmo estar mais tempo no frigorífico até ser preparado. Carnes assadas ou grelhadas ficam sempre mais saborosas se marinarem durante algum tempo - dias até. Até os filetes de pescada ou de outro peixe podem ser temperados com 1 ou 2 dias de antecedência.
A salada, desde que bem seca, e numa caixa ou saco hermético aguenta quase uma semana.
De uma maneira geral, comemos tudo acabado de fazer - o que eu opto por fazer (e isto é a minha forma de organizar e que funciona maravilhosamente cá em casa) é ter tudo adiantado, de forma a ser apenas colocar no forno, na panela... Há algumas coisas que já estão preparadas - esta semana é o caso do empadão - mas preparo na segunda para comermos na terça. E essa é uma questão que tem de ser pensada quando preparam a ementa e se organizam assim... deixara para “mais tarde” as coisas que sabem que aguentam mais tempo. Se fizer peixe assado, por exemplo, e estiver congelado ,retiro-o apenas na véspera do dia em que vou assar. Não me ocorre ter o peixe 3 dias no frigorífico para assar até porque o peixe é mais delicado. No caso da carne ganha em sabor por estar temperada alguns dias no frigorífico - a vinha de alhos. 
E os filetes temperados de um dia para o outro ficam muito mais saborosos do que quando não têm tempo de marinar.


Por aqui faz-se assim. Mais alguém já se rendeu? Ou não gostam de “pré- preparar” as coisa e preferem fazer tudo do início todos os dias?

22 comentários:

  1. Eu estou a treinar para fazer o mesmo mas ainda falta algum treino....mad este post é o primeiro da o uma grande ajuda obrigada Joana venham mais posts destes

    ResponderEliminar
  2. Ainda nem li e já a estou a felicitar pelo post!!!

    ResponderEliminar
  3. Estou a tentar organizar-me neste aspecto, mas admito que está a ser difícil. Devagarinho mudamos de hábitos.

    ResponderEliminar
  4. Aqui em casa não se faz assim, simplesmente porque não sou, nem de longe nem de perto, organizada e metódica como a Joana. Mas com a ajuda que nos dá, vou tentar aproximar-me um pouco! :)

    ResponderEliminar
  5. Boa!!! Só falta mesmo a lista de compras...:-)

    ResponderEliminar
  6. Já mais que uma vez tentei fazer ementa semanal mas pareço nunca conseguir cumpri-la... Nem me consigo organizar devidamente para a cumprir. Algo a melhorar (e muito)!
    Obrigada pela partilha, cheia de boas dicas!

    ResponderEliminar
  7. Não com tanto rigor, mas também organizo as refeições da semana, só assim consigo chegar a tanto lado sem ficar louca.
    Aida Lopes

    ResponderEliminar
  8. Que espetáculo! Adoraria ser assim organizada. Por vezes chego a casa às 18h e ainda mal pensei no que vou fazer para o jantar. Depois acabo por detestar cozinhar só porque não me organizo...Obrigada pela óptima partilha, vou tentar inspirar-me!

    ResponderEliminar
  9. Eu faço mais simplificado. Apenas cozinho carne de 2a pra duas vezes. Congelo em aberto, numa assadeira filés de frango, de peixe e bife, na hora é só por no grill, ou frigideira. Congelo almôndegas, carne moída refogada, frango refogado pra strogonoff, arroz integral,feijão, lentilhas, bolo em pedaços, pães. Acho que esqueci alguns.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tento fazer uma escala. Eu divido por dias da semana. 2a e sabado frango. 3a e 5a vaca. 4a porco. 6a peixe. Domingo fora. Não tenho que pensar o que vou fazer hoje, mas como vou fazer o frango. Já facilita. Daí dá pra montar um cardápio. Coloco cenoura, abobora ou beterraba, alternando. Legume cru e legume cozido também alterno.

      Eliminar
  10. Olá Joana,
    também me organizo ( mais ou menos assim), pois para quem está fora de casa o dia todo, se não organizar a semana, tou "feita" ;) Gasta-se mais dinheiro e come-se mal.
    Eu recorro ao fim-de-semana e muitas vezes à 2ª feira à noite ( enquanto estou fresca depois de um dia de trabalho). Nos restantes dia da semana, o cansaço é tanto que não tenho vontade para nada e se não tiver deixado pré-preparado é meio caminho andado para uma alimentação menos saudável.
    A salada também a arranjo, lavo e seco com um secador próprio ( tenho um da Tupperware há mais de 10 anos), guardo-a na alfacinha ( também da Tupperware), resultado: tenho alface sempre boa durante a semana. A Bimby é o meu braço direito, excelente para enquanto fazemos a sopa usarmos a varoma para cozer legumes ao vapor). Para preparar molhos, purés, bases de sopa, muitas vezes faço doses de refogado para congelar para ter sempre à mão.
    Em suma, um post fantástico para ajudar na organização. Sempre dicas úteis que nos ajudam no nosso dia-a-dia.
    Beijinhos
    Romã :*

    ResponderEliminar
  11. Que organização,....
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
  12. Onde encontro essa receita dos filetes? Parece-me bem...

    ResponderEliminar
  13. Dicas muito úteis para quem tem falta de tempo para preparar o jantar.
    Obrigada

    ResponderEliminar
  14. Sempre otimas sugestões e grande ajuda!

    ResponderEliminar
  15. Adoro estes planeamentos de refeições! Obrigada! São realmente úteis!
    Ana

    ResponderEliminar
  16. A salada de couve e maçã é depois temperada com azeite e vinagre?

    ResponderEliminar
  17. Nada contra e até admiro muito a sua organização. Mas para mim não dá. Parece que não há espaço ao improviso, a um dia sem regras pré-definidas em que se come o que apetece no momento e não o que ficou rigidamente estipulado não sei quantos dias lá atrás. Parece que está na tropa, o alinhamento é tão rigoroso e metódico que me faz falta de ar. Sinto-me claustrofóbica com estes posts. Admiro a sua capacidade de organização e eu até devia por um bocadinho em prática, mas assim tanto... não.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para mim só não dá porque não consigo ser assim tão organizada,porque prefiro, sem qualquer dúvida, comer o que está estipulado há alguns dias e ter tempo para estar mais livre e disponível para os meus filhos. Dou mais valor a essa espontaneidade do que à do menu!

      Eliminar
    2. Olá!
      Claro que o método de cada um de nós utiliza tem também a ver com a nossa personalidade. Acredite que eu adoro cozinhar em livre demanda. Mas notei, principalmente com dois miúdos pequenos, que esta organização alimentar, me permite estar mais à vontade com eles, de comermos a horas mais regulares, e de comermos até melhor. Mas dias não são dias. claro que as vezes há mudanças de planos. E tudo se resolve.
      Deixo o fim de semana para cozinhar sem nada definido. Mas, para a minha vida este método tem resultado muito bem. Como sempre fiz ementas semanais e nunca me custou cumpri-las, agora é o mesmo.
      Além de tempo também notei que consigo gerir muito melhor os alimentos que compro e de desperdiçar menos.
      Mas tal como disse, depende também da nossa personalidade e da gestão da vida pessoal. Confesso que se não fizesse isto assim, com 1 miúdo de 3 anos e meio e outro de 19 meses, e com o caos e desassossego que é o final do dia, me sentiria perdida... Até porque sei que provavelmente quando eles forem mais crescidos este método já não fará tanto sentido...
      Um beijinho,
      joana

      Eliminar
    3. Joana, (sou a "anónima que respondeu às 13h40m☺) e confesso que apesar dos meus filhos já terem 10 e 9 anos a vontade e necessidade que sinto em estar disponível quase a 100% continua. É por isso , crucial organizarmos a nossa vida o mais possível, seja com a elaboração de menus,seja preparando as refeições atempadamente, para estarmos disponível para o que nos é prioritário.(esta é apenas a minha opinião)
      Obrigada pela ajuda :)

      Eliminar
  18. Adorei o post.
    Mas gostaria de fazer uma sugestão.
    Não seria possível alterar a letra do texto. Maior ou com mais espaçamento. Não me leve a mal mas era mais fácil de ler na minha opinião!
    Obrigada pela partilha ;)

    ResponderEliminar